Ação em parceria dos órgãos de alcance nacional produtores de registros administrativos, pesquisas sociais e censos. Tem por objetivo o fortalecimento e aprimoramento das informações estatísticas oficiais.

Custo da mão de obra

  • Os dados provenientes da PNAD e POF permitem apenas uma estimativa parcial do custo do trabalho, pois não captam alguns componentes, como custos com treinamento, serviços e transporte, os quais não se transformam em renda monetária para o trabalhador.
  • Uma fonte alternativa de dados são as pesquisas setoriais do IBGE: Pesquisa Anual da Indústria da Construção (PAIC), Pesquisa Industrial Anual (PIA), Pesquisa Anual de Serviços (PAS) e Pesquisa Anual do Comércio (PAC). Todas contêm dados tanto sobre a remuneração paga aos empregados quanto sobre outros custos relacionados à contratação de trabalho.
  • No caso dos trabalhadores rurais, o Censo Agropecuário coleta informações sobre o valor total dos salários pagos em dinheiro ou em produtos para empregados ou outra condição (inclusive 13º salário, férias e encargos).
  • No que se refere à administração pública, principalmente de estados e municípios, não há boas informações por meio das pesquisas diretas, mas há possibilidade de estimar salários e custos não-salariais por meio dos registros orçamentários.


© 2019 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística