Ação em parceria dos órgãos de alcance nacional produtores de registros administrativos, pesquisas sociais e censos. Tem por objetivo o fortalecimento e aprimoramento das informações estatísticas oficiais.

Sistema de Informações de Nascidos Vivos – SINASC

Processo: Sistema de Informações de Nascidos Vivos
Sigla: SINASC
Instituição Responsável: Ministério da Saúde (MS),
Secretaria de Vigilância à Saúde (SVS)
Tema: Saúde
Tipo do Processo: Registro Administrativo
Situação do Processo: Ativo
Periodicidade: Contínuo
Início: 1994
Ocorrência(s): -
Unidade(s) de Investigação: Nascido vivo
Unidade(s) de Análise: Nascido vivo
Técnica de Investigação: Não se aplica

Histórico:
Foi implementado gradualmente desde 1994 pelo Ministério da Saúde em todas as unidades da federação.

Objetivo:

Reunir informações epidemiológicas referentes aos nascidos vivos em todo território nacional.

População Alvo:
Toda a população brasileira.

Abrangência Geográfica:
Nacional, com detalhamento no nível estadual e municipal.

Metodologia:
A Declaração de Nascido Vivo (DN) é padronizada e é distribuída, em três vias, para todo o país pelo Ministério da Saúde. A cada parto realizado nos hospitais ou outras instituições de saúde, a primeira cópia da DN deve ser preenchida e enviada para o respectivo departamento de saúde. No caso de parto residencial, a informação é enviada por um Cartório de Registro Civil.

Principais Variáveis:
Número da DN (Declaração de Nascido Vivo).

Nascimento: data, local, estabelecimento de saúde, distrito e município de nascimento.

Mãe: idade, estado civil, escolaridade, ocupação, número de filhos vivos e mortos, cidade de residência.

Gravidez e parto: semanas de gestação, tipo de gravidez (única, múltipla), tipo de parto (vaginal ou cesáreo), número de consultas pré-natais.

Nascido: sexo, índice APGAR no primeiro minuto, índice APGAR no quinto minuto, peso, anomalias congênitas, Código da Anomalia Congênita usando a CID.

Documentação Operacional:
DN – Declaração de Nascido Vivo

Época da Coleta:
Permanente, com consolidação mensal por municípios e estado e consolidação anual no nível federal.

Tempo Previsto entre o Início da Coleta e a Liberação dos Dados:
A divulgação nacional dos resultados é realizada anualmente.

Nível de Divulgação:
Nacional, com detalhamento no nível estadual e municipal.

Formas de Disseminação:
Internet, boletins, anuários, CD-ROM.



© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística